terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Sofro Calado
Por fora estou raramente sorrindo
Mas por dentro permaneço sempre angustiado
Vivo! A cada segundo esse sentimento me ferindo
Pois morto encontra-se meu coração fatiado

Sofro calado...
A tristeza habita em mim, perto ainda existe a solidão bem do lado
Pouco tenho falado...
Seguro o choro que pelos olhos tem me molhado
Por isso sou isolado...
Sobrevivo com a imensa dor de estar sendo por mim mesmo velado

Não deixo sair esse sentimento lindo
Apenas permito entrar e suporta-lo magoado
Pulsante! Meu coração está quase se partindo
De tanto que tenho guardado

Sofro calado...
A tristeza habita em mim, perto ainda existe a solidão bem do lado
Pouco tenho falado...
Seguro o choro que pelos olhos tem me molhado
Por isso sou isolado...
Sobrevivo com a imensa dor de estar sendo por mim mesmo velado

Às vezes bate uma vontade, sei que podia chorado...
Só que ninguém sente pena de mim! Não quero me fazer de coitado...
Então escondo meu querer aguentando permanecer trancado
Já não me resta mais nada... Continuarei totalmente desamparado!

Ainda sofro calado...